Haroldo Saboia
Série Notas para Tempo

São estratégias e composições para medir ou experienciar a duração do tempo nestes lugares-palavras que percorri, no caso Solidão, Deserto e Ventura. Pensando o procedimento de viagem e construção deste percurso simbólico e talvez metafórico, mas também físico, como um lugar de acúmulo. E que através destes acúmulos alguns atravessamentos fossem suscitados e propostos - posso trazer aqui os procedimentos emprestados da literatura de W.G.Sebald, Ruy Duarte de Carvalho e de outros autores em deslocamento, assim a partir dessa construção de um relato que só possível no tempo e por meio da escrita que seria também esse rasgo e essa força contrária a um tempo cronológico.


Sem título


Políptico fotográfico
60 x 40 cm cada
Fotografia 35mm
2016

Uma catalogação de nuvens do Deserto, um pequeno elogio do tempo e do ordinário. Um conjunto de formas que evidencia uma experiência de espera, de imaginação, próprio de um estado em viagem.